Moradora de Barra do Sul desaparecida é encontrada degolada às margens de rio

01/07/2014

A família de Micheline de Oliveria Cordeiro, de 35 anos, viu a moça pela última vez no dia 8 de junho e, apenas nesta sexta-feira, recebeu a confirmação de que ela estava morta. O corpo foi encontrado no início da semana, às margens do Rio Iguaçu, na divisa entre Santa Catarina e o Paraná. Micheline foi encontrada degolada e com o corpo em estado avançado de decomposição.

A moça era moradora de Balneário Barra do Sul, no litoral Norte de Santa Catarina. Ela saiu da casa onde morava com a mãe, Olinda Hoff, de 64 anos, na tarde de um domingo e nunca mais foi vista com vida pela família. A vítima fez alguns contatos por telefone e mensagens, antes de silenciar por completo. Somente no dia 23, Olinda registrou o Boletim de Ocorrência sobre o desaparecimento.

De acordo com o Instituto Médico Legal de Paranaguá, a causa da morte foi traumatismo craniano, causado por objeto contundente. Após ser reconhecido no IML por familiares, o corpo foi liberado direto para o enterro que aconteceu na manhã deste sábado no Cemitério Municipal de Joinville.

Fonte: A NOTÍCIA

SD REGULADORA DE SINISTRO © 2011

ITAJAÍ/SC - 47 3368-6248 - regulacao@sdreguladora.com.br - Rua Almirante Tamandaré. 393 - Centro - CEP: 88301-430
QUAX Design Inteligente