Avó de menino assassinado em Navegantes diz que criminosos sabiam em quem estavam atirando

09/08/2013

Denise Jeremias estava junto com o neto Michael Douglas Jeremias, 8 anos, quando dois homens invadiram a casa onde vive, em Navegantes, e atiraram contra o garoto. A avó conta que os suspeitos sabiam em quem estavam atirando e um teria dito ao outro "pode matar que é o Michael".

Desnorteada com a perda, a avó disse que estava acordada, mas permanecia deitada junto com o menino, que dormia. Era por volta de 4h20 desta sexta quando dois homens entraram na casa localizada no Bairro São Paulo.

— Eles já entraram atirando, aí eu disse 'sai daqui' e um disse pro outro 'mata, pode matar que é o Michael' — conta.

Chorosa, ela mostrou munições das armas usadas pelos criminosos na manhã desta sexta. No quarto da velha casa de madeira a cama continuava suja de sangue, assim como as mãos e pés de Denise, que lamentava.

O menino chegou a ser encaminhado ao hospital Pequeno Anjo, em Itajaí, mas, segundo a avó, morreu antes das 6h. O corpo foi encaminhado para o IML e ainda não há informações sobre o velório.

Nenhum suspeito foi preso ainda, mas a polícia acredita que o crime tenha relação com outros dois ocorridos nesta semana. A violência estaria sendo motivada por vingança e briga pelo controle do tráfico de drogas.

Na manhã de quinta-feira um homem da mesma família de Michael foi baleado na rua pelo sobrinho de 14 anos. O crime ocorreu por volta das 11h e de acordo com a polícia a vítima se recupera bem.

Na última quarta-feira um açougueiro foi morto em um bar na cidade. João Maria Garcia dos Santos, 49 anos, foi atingido por pelo menos seis tiros e morreu na hora. Uma pessoa encapuzada teria entrado no bar atirando. Outras três pessoas ficaram feridas.

Fonte: O SOL DIÁRIO

SD REGULADORA DE SINISTRO © 2011

ITAJAÍ/SC - 47 3368-6248 - regulacao@sdreguladora.com.br - Rua Almirante Tamandaré. 393 - Centro - CEP: 88301-430
QUAX Design Inteligente