Blumenau confirma segundo caso de gripe H3N2

28/05/2013

A Vigilância Epidemiológica do município confirmou segunda-feira o segundo caso de gripe H3N2. O resultado do exame feito pelo Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen) de Florianópolis e entregue sexta-feira.

A vítima, uma mulher de 52 anos, foi internada no Hospital Santa Catarina dia 17 deste mês e deverá ter alta até o fim da semana pois apresentou melhoras no estado de saúde. Atualmente, 16 pessoas estão internadas em hospitais de Blumenau aguardando exames para confirmar ou negativar a doença.

A mulher de 52 anos não viajou nos últimos tempos. Conforme a gerente da Vigilância Epidemiológica, Ivonete dos Santos, o caso indica que o vírus H3N2 está circulando na cidade.

A primeira pessoa contaminada foi uma mulher de 34 anos, que voltou com a doença após uma viagem aos Estados Unidos no fim de janeiro. Ela não precisou ficar internada. Chegou em Blumenau já medicada com Tamiflu. Neste primeiro caso, inicialmente, o Lacen informou que se tratava de uma gripe sazonal, pois o exame para diagnosticar o vírus H3N2 não era feito pelo laboratório.

Em 2012, a vigilância registrou 64 casos de gripe A H1N1, duas mulheres e nove homens, e 11 mortes por complicações da doença. Segundo o diretor técnico do Hospital Dia do Pulmão e pneumologista, Dr. Mauro Kreibich, a manifestação clínica da doença é a mesma ao contrair o víru H1N1 ou H3N2.

_ Os dois vírus (H1N1 e H3N2) são influenza A, mas o que difere um do outro são as proteínas da superfície dos vírus. É o mesmo vírus, mas com subtipos diferentes que chamamos de cepas, como se fosse a impressão digital dele. Do ponto de vista prático, a manifestação clínica é a mesma e é importante fazer a vacinação, manter medidas de higiene e iniciar a medicação precocemente _ explica Kreibich.

Em Blumenau, até quarta-feira gestantes e crianças entre dois e três anos podem ser imunizadas contra três tipos de vírus _ H1N1, H3N2 e Influenza B. A vacina é gratuita e, para crianças, ocorre apenas nos sete Ambulatórios Gerais.

Além da rede pública de saúde, segundo a vigilância, duas clínicas da rede privada, onde a dose custa R$ 85, possuem estoque disponível, são elas: Hospital Dia do Pulmão e a Pulmoclínica.

O balanço completo da campanha de vacinação será divulgado em junho. A expectativa da vigilância é de que Blumenau consiga vacinar cerca de 150 mil pessoas, somando a rede privada e pública de saúde.

No Estado, segundo relatório da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive), 459 pessoas foram internadas com suspeita da doença, mas só 32 foram confirmados _ sendo nove por H1N1, 14 por H3N2, e 9 por Influenza B _ , e nenhuma morte devido à doença. No mesmo período do ano passado, Santa Catarina havia confirmado 53 casos de contaminação pelo vírus H1N1.

DADOS DE BLUMENAU

2013
- Casos suspeitos neste ano: 52
- Casos suspeitos hoje: 16 pessoas internadas
- Casos confirmados: 2 casos de H3N2, sendo que um foi contraído nos EUA
- Óbitos: zero
- Exames Lacen: demorando cerca de 4 dias para ficar pronto

2012
- Casos confirmados: 64 ( duas mulheres e nove homens)
- Óbitos: 11
Fonte: Vigilância Epidemiológica de Blumenau

Fonte: JORNAL DE SANTA CATARINA

SD REGULADORA DE SINISTRO © 2011

ITAJAÍ/SC - 47 3368-6248 - regulacao@sdreguladora.com.br - Rua Almirante Tamandaré. 393 - Centro - CEP: 88301-430
QUAX Design Inteligente