Piriquito adia em 60 dias o fechamento parcial do Hospital Ruth Cardoso, em Balneário Camboriú

30/04/2013

O prefeito de Balneário Camboriú, Edson Piriquito (PMDB), adiou em 60 dias a interrupção de parte do atendimento do pronto-socorro do Hospital Municipal Ruth Cardoso. Na segunda-feira, ele protocolou um ofício no governo do Estado, chamado de "Carta Aberta à População Catarinense", reforçando a necessidade do apoio do Governo do Estado para a manutenção da unidade.

Um primeiro ofício foi enviado no dia 29 de janeiro, quando foi dado um prazo de 90 dias para que o governador confirmasse o aporte financeiro. O prazo venceu na segunda-feira, quando foi protocolado um novo documento. Desta vez, o prefeito garante que, se daqui a dois meses não receber apoio do Governo do Estado, vai interromper o atendimento a pessoas de outros municípios.

— Não restará outra alternativa — disse Piriquito.

O hospital tem registros de pacientes atendidos com frequência de cidades como, Bombinhas, Porto Belo, Itapema, Camboriú, Itajaí, Navegantes, Penha, Piçarras, Barra Velha e Tijucas. O custo mensal de manutenção do Ruth Cardoso é de R$ 2,4 milhões. Segundo a prefeitura, dos 9 mil atendimentos por mês, pelo menos 50% é para pessoas destes municípios.

Fonte: O SOL DIÁRIO

SD REGULADORA DE SINISTRO © 2011

ITAJAÍ/SC - 47 3368-6248 - regulacao@sdreguladora.com.br - Rua Almirante Tamandaré. 393 - Centro - CEP: 88301-430
QUAX Design Inteligente