Paciente que atirou em si mesmo está na UTI em Joinville

12/05/2011

O homem de 39 anos que se de um tiro com um revólver calibre 22 dentro do Hospital Municipal São José, na terça-feira à noite, continua internado em estado considerado grave em Joinville. Encaminhado na manhã de ontem à UTI, por causa do ferimento na região do peito, ele havia dado entrada no hospital na segunda-feira. A arma estaria escondida nos pertences dele.

O delegado Adriano Krul Bini, que investiga o caso, diz que a prioridade é descobrir como o homem conseguiu a arma e entrou no hospital com ela. O São José conta com câmeras de seguranças e vigilantes, que cuidam da entrada e saída de pessoas. O diretor-presidente do hospital, Tomio Tomita, afirma que a rotina de segurança não será alterada. “Não tem como colocar detector de metal. A princípio, não mudaremos nada.”

Morador de Campos Novos, no Meio-oeste do Estado, o paciente que se feriu com a arma fez um transplante de rim no hospital em outubro de 2010. Segundo a equipe que o atendeu, a operação foi bem-sucedida. Na segunda, voltou ao hospital, acompanhado do irmão, dizendo não estar se sentindo bem. Acreditava sofrer de depressão.

— Ele estava ansioso. Chegou a dizer que estava com "a tal da depressão". Mas um paciente depressivo não quer comer nem lutar para viver. Não era o que a gente percebia nele. Em 24 anos de hospital, nunca pensei que passaria por isso — conta a enfermeira que coordena o setor de tratamento renal, Liliane Azevedo.

No momento em que o homem atirou no próprio peito, perto da meia-noite, outro paciente estava no quarto para tratamento. Conforme a enfermeira, o colega de quarto do homem levantou-se da cama ao ouvir o tiro. Ao vê-lo no chão, tentando pegar a arma novamente, chutou o revólver para longe. Logo depois, enfermeiros chegaram.

Fonte: A NOTICIA

SD REGULADORA DE SINISTRO © 2011

ITAJAÍ/SC - 47 3368-6248 - regulacao@sdreguladora.com.br - Rua Almirante Tamandaré. 393 - Centro - CEP: 88301-430
QUAX Design Inteligente