"Pensamos que poderia ser trote", diz mãe de vítima de acidente na BR-282 ao receber a notícia da mo

19/03/2013

Nesta segunda-feira, a avó materna do bebê que sobreviveu a um acidente na última sexta-feira, na BR-282, na Serra Catarinense, visitou a criança na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Infantil Seara do Bem, em Lages. Verônica Holler, 57 anos, pensionista, é moradora de Braço do Trombudo. Confira a entrevista:

Diário Catarinense - Como a senhora soube da tragédia?
Verônica Holler - Ligaram da funerária para o meu neto, irmão mais velho do Samuel, e só disseram para ir a Lages porque a família toda tinha morrido em um acidente. Pensamos que poderia ser trote, mas temos parentes policiais que receberam o mesmo telefonema. A primeira informação era de que todos estavam mortos, e só soubemos que o Samuel estava vivo quando chegamos em Lages.

DC - No acidente morreram a sua filha, o seu genro e os pais dele. Que sentimento fica entre as mortes e a esperança pela vida do seu neto?
Verônica - Eles estavam indo a Florianópolis convidar os padrinhos para o batizado do Samuel, dia 27 de abril. A mãe dele queria isso, e assim vai ser. O Samuel é quem vai fazer a família ficar unida.

DC - Como está o Samuel agora?
Verônica - Foi um milagre. Ele está sendo bem cuidado, vai melhorar e ficará bem.

DC - E como ficou órfão de pai e mãe, quem cuidará dele?
Verônica - Ele tem dois irmãos, de 15 e 18 anos, que moram com o avô materno, de quem sou separada. É com eles que o Samuel vai ficar, mas como vivemos muito juntos, todos vão ajudar.

Fonte: DIÁRIO CATARINENSE

SD REGULADORA DE SINISTRO © 2011

ITAJAÍ/SC - 47 3368-6248 - regulacao@sdreguladora.com.br - Rua Almirante Tamandaré. 393 - Centro - CEP: 88301-430
QUAX Design Inteligente