Com a greve no transporte de valores, parte das agências bancárias de SC limitam saque em caixas ele

05/07/2012

Algumas das agências bancárias de Santa Catarina limitaram em R$ 300 o valor para saque nos caixas eletrônicos nesta quinta-feira. A medida seria para garantir que não falte dinheiro no dia do pagamento de salários e benefícios do INSS.

Em Chapecó, alguns terminais de autoatendimento da Caixa Econômica Federal estão fora de operação.

— O nível de dinheiro dentro das agências vai baixando com o passar dos dias — disse o assessor de imprensa da Caixa em Chapecó, Lauro Hennemann.

Segundo ele, o dinheiro que circula neste momento é proveniente de depósito realizado pelos clientes.

Na Grande Florianópolis, um cartaz na entrada das agências da Caixa orienta que clientes realizem transferências de valores e procurem as lotéricas para efetuar saques maiores, pois foi estipulado um limite de saque no valor de R$ 1 mil por cliente na boca do caixa.

O Banco do Brasil reduziu o saque máximo de R$ 1 mil para R$ 500. Outras instituições do Estado também reduziram os valores de saque.

As agências não são abastecidas desde o domingo, dia 1º de julho, com o início da greve dos trabalhadores do transporte de valores. As empresas têm tentado alternativas para que o dinheiro circule nos bancos.

A greve dos trabalhadores em transportes de valores em Santa Catarina começou na segunda-feira, dia 2. Segundo o Sindicato dos Empregados em Transportes de Valores de Santa Catarina (Sintravasc), cerca de 1,3 mil funcionários estão de braços cruzados em Florianópolis, Criciúma, Blumenau, Itajaí, Joinville e Chapecó. Funcionários de Tubarão, Joaçaba e Lages retornaram ao trabalho na quarta-feira.

Ainda na quarta-feira foi realizada uma audiência em Florianópolis, com o Sintravasc e o Sindicato das Empresas de Segurança Privada do Estado de Santa Catarina (Sindesp/SC).

O presidente do Sintravasc, Vilson Soares dos Santos, disse que as empresas não apresentaram uma nova proposta e por isso a greve continua.

— Foi oferecido apenas 4% de reajuste, enquanto a nossa reivindicação é um aumento de 14,88%, vale alimentação nas férias e plano de saúde integral — disse. Conforme o sindicato a remuneração inicial dos funcionários é de R$ 1.085,72 em Santa Catarina enquanto no Paraná é de R$ 1.465,78.

Uma audiência de conciliação está marcada para as 14 horas, na segunda-feira, dia 9 de julho na 2ª Vara de Trabalho em Itajaí.

De acordo com a advogada do Sindesp, Thais Pazin, caso os sindicatos não entrem em acordo será encaminhado um dissídio coletivo e a Justiça do Trabalho que irá decidir quais reivindicações, tanto dos empregados, como das empresas serão atendidas.

Fonte: DIÁRIO CATARINENSE

SD REGULADORA DE SINISTRO © 2011

ITAJAÍ/SC - 47 3368-6248 - regulacao@sdreguladora.com.br - Rua Almirante Tamandaré. 393 - Centro - CEP: 88301-430
QUAX Design Inteligente