Corpo carbonizado é encontrado em forno artesanal no Sul de Santa Catarina

08/05/2012

Por volta de 8h30min, policiais civis e militares, bombeiros e curiosos acompanharam a retirada de um corpo que estava dentro de um dos dois fornos artesanais construídos para a queima de madeira. A movimentação aconteceu em um sítio que fica entre as comunidades de Santa Helena e Stela Maris, em Balneário Arroio do Silva, no Sul de SC.

O corpo, aparentemente de um homem, foi retirado por peritos do Instituto Médico Legal (IML) de Araranguá e foi levado para a cidade. Lá, deve passar por uma série de exames com o objetivo de determinar a identidade. Este processo ainda não tem data para ser concluído.

Embora ainda não haja confirmação, a suspeita é de que seja Júlio Branger, de 51 anos. O homem trabalhava com a queima de madeira e a revenda de carvão. a comerciantes da região.

O síto pertence a Leonito de Paula Carlos, de 44 anos. Ele conta que havia cedido, há cerca de 12 anos, um espaço para a construção de três fornos no local para que Branger e outro homem trabalhassem ali.

— Eles trabalhavam juntos, um comprava a lenha e o outro queimava, depois vendiam tudo e diviam o lucro. Mas um dos fornos caiu e eles ainda queriam reconstruir, eu achei perigoso demais e não deixei — conta Leonito.

Segundo o dono do sítio, Branger era um homem de pouca conversa e que pouco falava em família ou parentes.

— Cada vez que a gente perguntava, ele desconversava, puxava outro assunto e não dizia nada. Tudo o que eu sei é que ele morava sozinho e era solteiro.

Uma das hipóteses levantadas pela Polícia Civil de Arroio do Silva é que o homem tenha caído no forno quando foi abrir a estrutura, no início da manhã.

Fonte: DIÁRIO CATARINENSE

SD REGULADORA DE SINISTRO © 2011

ITAJAÍ/SC - 47 3368-6248 - regulacao@sdreguladora.com.br - Rua Almirante Tamandaré. 393 - Centro - CEP: 88301-430
QUAX Design Inteligente