Família relata como vivia jovem baleado no assalto a um supermercado no Progresso em Blumenau

13/04/2012

Um jovem alegre, de muitas amizades, feliz e com sonhos. É esta a imagem que familiares de André Luiz Bianchi, que morreu no final da manhã de ontem, querem que as pessoas conheçam. André foi atingido por um tiro no pescoço durante um assalto no sábado. Ficou cinco dias internado, mas não resistiu ao ferimento.

Paulo Zuanazzi, tio do rapaz, falou nesta quinta-feira, pela primeira vez desde o acidente, em nome da família. Até então, as informações eram repassadas pelo advogado Pedro Cascaes. Visivelmente emocionado, ele explicou que a família não quer vingança, mas espera por justiça.

— Rezamos, inclusive, pela mãe desse rapaz que atirou nele. Ela deve estar sofrendo tanto quanto a gente — falou em meio às lágrimas.

A lembrança do sobrinho é do menino que andava com as mãos cheias de graxa quando decidia consertar a bicicleta, do jovem divertido e do filho querido pela família. André tinha completado 20 anos dia 4.

Na quarta-feira, cerca de 60 pessoas se reuniram em frente ao hospital para orar pela recuperação do rapaz. Zuanazzi destaca que a família recebeu muito apoio de amigos e de muitos blumenauenses, e que gostaria de agradecer ao carinho e o conforto. As córneas do rapaz foram doadas.

O corpo de André está sendo velado na capela da Rua Emílio Tallmann. O sepultamento deve ocorrer às 15h, no cemitério do Canto do Rio.

Um protesto marcado para domingo, às 18h, será feito pela família, que vai pedir por mais segurança no bairro, paz e justiça. A saída será em frente ao supermercado onde o jovem foi baleado e seguirá até a igreja Santa Isabel.


Fonte: JORNAL DE SANTA CATARINA

SD REGULADORA DE SINISTRO © 2011

ITAJAÍ/SC - 47 3368-6248 - regulacao@sdreguladora.com.br - Rua Almirante Tamandaré. 393 - Centro - CEP: 88301-430
QUAX Design Inteligente