Empresário acusado de matar a mulher por asfixia é considerado foragido em Joinville

13/04/2012

O empresário Darci Venâncio Rosa Filho, acusado de matar a mulher por asfixia em junho do ano passado, é considerado foragido pela Polícia Civil desde que o Tribunal de Justiça aceitou a cassação de liberdade do réu pedida pelo Ministério Público. O mandado de prisão foi expedido na segunda-feira.

O advogado dele, Antonio Luiz Lavarda, tentará reverter a situação com um pedido de habeas corpus no Superior Tribunal de Justiça (STJ), em Brasília. Até lá, o seu cliente não se apresentará à Justiça.

— O Juca não se apresentou por se tratar de uma injustiça. Vamos tentar reverter—, afirmou.

O advogado não concorda com a cassação da liberdade, já que o réu deve ser levado a júri popular ainda, este ano.

Segundo o promotor Ricardo Paladino, o processo está em fase final de diligências e o juiz deve definir a data do júri em breve.


Fonte: A NOTÍCIA

SD REGULADORA DE SINISTRO © 2011

ITAJAÍ/SC - 47 3368-6248 - regulacao@sdreguladora.com.br - Rua Almirante Tamandaré. 393 - Centro - CEP: 88301-430
QUAX Design Inteligente