Prefeitura de Piçarras decreta novo estado de calamidade pública devido ao avanço das ondas

03/11/2011

As caminhadas pelo calçadão à beira da praia em Balneário Piçarras, no litoral Norte de Santa Catarina agora não terminam sem contornos em ziguezague por trechos que desmoronaram com a força das últimas marés.

O processo de erosão passou a mudar a paisagem da praia ainda em setembro, quando uma sequência de ressacas atingiu parte do calçadão na Avenida Beira-Mar. E a situação piorou na semana passada, depois que um novo avanço do mar sobre a orla arrancou árvores inteiras e levou outros trechos da calçada.

Até um posto salva-vidas precisou ser desativado, porque teve a estrutura comprometida pelas ondas. Como não há garantias de que a reconstrução comece ainda este ano, moradores e veranistas já têm certeza de que a temporada de verão vai abrir e terminar com um pedaço do cenário destruído na beira da praia.

— Por mais que todo o calçadão seja reconstruído, fica a impressão de que o poder público só toma alguma atitude quando a situação chega ao ponto em que está. Por que não investiram mais na manutenção do calçadão? — questiona o professor Therbio Felipe, 41 anos, um dos 17 mil moradores do balneário.

A esperança da Prefeitura de Piçarras para reverter a ação das marés está nos cofres federais. Elaborado ao custo de R$ 296 mil, o plano de controle da erosão já está enquadrado na Secretaria de Infraestrutura Hídrica.

Resta saber quando serão liberados os R$ 7,4 milhões estimados para a execução da obra.

O prefeito Umberto Teixeira esteve em Brasília na semana passada, atrás de recursos para a recuperação da orla.

— A praia é base do desenvolvimento da cidade. Sem ela, nossa economia pode entrar em colapso. Caso não contenhamos o avanço do mar, toda a infraestrutura urbana da beira-mar estará ameaçada — acredita o prefeito.

A Defesa Civil da cidade decretou situação de emergência desde o o começo do ano por causa da erosão. Na tentativa de reforçar a necessidade de recursos para a cidade, na última terça-feira o município decretou novo estado de calamidade pública. O relatório foi encaminhado para homologação na Defesa Civil Estadual e reconhecimento pela Defesa Civil Nacional.

Fonte: A NOTÍCIA

SD REGULADORA DE SINISTRO © 2011

ITAJAÍ/SC - 47 3368-6248 - regulacao@sdreguladora.com.br - Rua Almirante Tamandaré. 393 - Centro - CEP: 88301-430
QUAX Design Inteligente