Comoção no velório do pedreiro morto ao ajudar uma pessoa em São José

23/09/2011

A comoção de familiares e amigos tomou conta, na manhã desta sexta-feira, do velório do pedreiro Sebastião Boaventura Cardoso, 59 anos, assassinado no dia anterior, no Bairro Areias, em São José.

Ele trabalhava no terreno do filho quando parou para oferecer ajuda a um homem que teria parado o carro com os dois pneus furados. Ao se aproximar da janela do veículo, Sebastião foi atingido por um tiro no pescoço e morreu no local. O suspeito do crime, Ari Meviton Andrade, 36 anos, foi preso em flagrante.

— É uma tragédia, uma estupidez sem tamanho contra um homem honesto, cumpridor de seus deveres e que nunca fez mal a ninguém — lamenta o genro da vítima, Flávio Ludvig, 33 anos.

Sebastião está sendo velado no cemitério de Barreiros, cercado por uma camisa do Avaí, seu time do coração. Cerca de 60 pessoas acompanhavam o ato. A esposa Maria do Carmo, a dona Dica, e os dois filhos, Cláudio e Grasiela, estão em estado de choque.

A vítima estava construindo uma casa para o filho no condomínio Bosque das Mansões, no Bairro Roçado, mas quinta-feira havia ido a um outro terreno do rapaz, ainda vazio, para fazer a limpeza e o cercamento do local.

— Ele estava no lugar errado, na hora errada — comentavam alguns amigos que circulam pelo velório.

Outras pessoas que estavam no velório, revoltadas, pediram justiça e a punição do suspeito do crime.

O velório de Sebastião está marcado para as 16h no cemitério da localidade de Alto Biguaçu, em Biguaçu. Além da esposa e dos filhos, ele também deixa três netos, de 11, três e dois anos.


Fonte: HORA DE SANTA CATARINA

SD REGULADORA DE SINISTRO © 2011

ITAJAÍ/SC - 47 3368-6248 - regulacao@sdreguladora.com.br - Rua Almirante Tamandaré. 393 - Centro - CEP: 88301-430
QUAX Design Inteligente